Você sabe a melhor maneira de elaborar um currículo?

imagem de CV visto por uma lupa de aumento
Foto: Pixabay

Acredito que há diversas formas de elaborar um currículo da maneira “certa”.

Até por conta de ser uma informação que não tem métricas legais, o que pode ser certo a um, pode não ser a outro.

Quando pensamos em um processo de busca, temos que usar da empatia a todo momento.

Mais importa o que a pessoa recebe de informações, do que a que você desejou transmitir.

Em um cenário, claramente inflado de bons profissionais em busca de recolocação, fruto de nosso momento econômico e político, ter um bom currículo não é algo que deve ser encarado como diferencial pois ele reflete o que você construiu na vida.

O fato a ser valorizado é a forma que consegue expressar isso em um curto prazo de tempo, ou melhor, um curto espaço de papel.

Um currículo não deve levar a sua biografia de vida. Deve ser uma apresentação sucinta, que provoque o recrutador a querer conhecer mais sobre você.

  • Quem é você
  • O que sabe fazer
  • O que já fez
  • O que deseja fazer
  • Em que se especializou

Pronto, estas informações respondem a todas as questões que um recrutador busca ao analisar um currículo.

O uso “palavras-chave” não é modismo, e sim, uma forma de encurtar o espaço entre o recrutador e você.

Ser sucinto, objetivo e explanar de forma objetiva as competências e habilidades, coloca o candidato de forma competitiva em um processo seletivo pois além de resumir ao recrutador, o que de fato interessa, revela uma personalidade muito valorizada: profissionais eficientes.

Fazer o mais com menos, dizer o “mais” em “menos” termos e tempo.

Desde o objetivo profissional, deve ter clareza nas informações. Use termos específicos, que permitam ao recrutador, identificar qual sua prioridade podendo assim alinhar uma vaga ao que busca.

Termos como “atuei com muita responsabilidade, buscando superar expectativas da empresa e pensando no cliente” são mais do que clichês, são redundantes e desnecessários pois é o mínimo que uma empresa espera ao contratar um profissional.

Alguém que seja dedicado e alinhado aos propósitos corporativos.

Não seja prolixo nem “encha linguiça”. Estes comportamentos podem minar suas chances de conquista mesmo tendo potencial.

Dica: Foto? Apenas se solicitado. Algumas áreas ligadas a eventos e comunicação “pedem” tal conteúdo. De resto, é desnecessário.

O CV deve ter “leitura fácil” e organizada. Sem fontes, cores, ícones.

Isso não agrega em nada no momento da análise.

Uma fonte Arial, 12, com alinhamento e espaçamento visualmente adequados, é uma opção super bacana, permite leitura sem esforços ou uso de lupa, permite que por mais que a pessoa tenha experiência, consiga concluir seu resumo em duas páginas (máximo aceitável) e permite migração de formatos sem perder configuração. Sempre legal ter o mesmo documento salvo em Word e PDF.

Há grande debate entre os tais “currículos dinâmicos” e penso que assim como no modelo tradicional, é tênue a linha entre auto-conhecimento e soberba, a própria pessoa se classificar quanto a alguns pontos, pode não pegar bem.

Algumas observações feitas por terceiros podem ser consideradas elogios, agora quando parte de nós mesmos, a credibilidade é muitas vezes nula, afinal, quem vai se auto-classificar como desorganizado, desatento e coisas do gênero?

O profissional exemplificar que teve uma atividade é super válido, agora se auto-proclamar “criativo”, “inteligente”, “diferenciado” é ao meu ver, um tiro no pé já que profissionais de RH são preparados exatamente para apurar no entrevistado, características que definirão o progresso ou não em um processo.

Dica: JAMAIS insira número de documentos no currículo. Estas informações são para um segundo momento. JAMAIS em uma apresentação que pode parar em mãos mal intencionadas.

Guia rápido para a elaboração de um bom currículo:

Dados Pessoais: Nome, Estado Civil, Idade, Região de Moradia, E-mail e Telefone Próprio. Cuidado com e-mails fora do padrão, ex: jujubaladeira@gmail.com ou nandovidaloka@yahoo.com.br. Etiqueta pessoal conta demais.

Objetivo: Seu objetivo profissional deve ser descrito em apenas uma linha, abordando somente o cargo e a área de interesse.

Formação acadêmica: Coloque o nome da instituição de ensino, curso e datas de início e término dos cursos que frequentou, por ordem de importância

Habilidades e Atividades Exercidas: Oportunidade de descrever quais atividades desempenhou para que o recrutador possa em uma rápida olhada, identificar em seu perfil, aderência ou não a vaga.

Experiência profissional: Mencione nome da empresa, cargo, período de atuação e possíveis reconhecimentos.

Idiomas: Cite apenas o idioma e o nível de conhecimento que possui. Se você estiver estudando algum, deixe isso claro no currículo. Lembre-se que se for necessário para o cargo, você será testado e deverá comprovar o nível declarado.

Demais Conhecimentos e Qualificações: Coloque o nível real de seu conhecimento técnico das ferramentas de informática e internet.

Seja sincero, pois quando as vagas necessitam de algum programa específico, testes podem ser aplicados.

Cite apenas os cursos relacionados à área de interesse. Coloque o tema e o nome das instituições onde foram realizados.

Outras Informações: Destina-se a inserir informações sobre alguma limitação ou privação, ou até mesmo disponibilidade. Referente a possibilidade de aceitar horários não convencionais, finais de semana, viagens, observações sobre locomoção, etc.

Ah, não esqueça… o CV sempre pede uma carta de apresentação para o “quebra-gelo”.

Outra coisa: MENTIR? Jamais! Em nenhuma hipótese.

Sucesso nas buscas e até mais!

Ronaldo Cerqueira. Bancário há 12 anos | Assessor de Carreiras para o Segmento Bancário/Financeiro.

Share This Post
Dê sua opinião:
2 0
1 Comment
  1. Ótima matéria. Parabéns!
    Obrigada por dividir conosco este conteúdo.
    Tenho certeza que ajudou muitas pessoas, dando um norte para começar a agir.

    Marcia

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>