Você está feliz com sua carreira?

conchas espalhadas pela areia
Imagem de pasja1000 por Pixabay

Felicidade na carreira pode significar muitas coisas diferentes, pois cada ser é único e cada um traça seu caminho da maneira que acredita estar certo.

Já conheci uma executiva que disse para mim que era super feliz na carreira, porém se sentia uma péssima mãe, pois no aniversário dela, que tinha sido no dia anterior, teve que ficar na empresa até tarde da noite e quando chegou em casa descobriu que seus filhos haviam preparado uma festa surpresa e ela havia perdido.

Só então percebeu que estava colocando foco enorme na empresa e esquecendo de sua tão amada família e a partir daí começou a questionar se aquilo realmente era felicidade.

Conheci também uma mulher que ao chegar nos 50 anos, descobriu que não queria ser mais a diretora do jurídico da multinacional em que trabalhava porque disse que não estava mais feliz, não estava mais satisfeita com o ambiente corporativo e com aquilo que fazia e então decidiu seguir um novo rumo e buscar uma atividade que realmente trazia felicidade.

No fim, ela abriu uma consultoria de advocacia para pequenas empresas conquistando um antigo sonho que tinha.

Existem muitos casos, e cada um é diferente do outro, mas para atingir a verdadeira felicidade no trabalho é preciso se conhecer muito bem e entender alguns pontos importantes, como por exemplo, em qual estilo de carreira se adapta melhor, no “antigo”, em que felicidade na carreira era quando a pessoa entrava em uma empresa, tinha um trabalho estável, subia de cargo e se aposentava naquele lugar.

Ou no “novo” modelo em que há instabilidade, em que as pessoas estão em constante busca de desafios, benefícios são negociados e realização pessoal.

Olhando para sua carreira atual, qual modelo você tem seguido? É esse o modelo que você deseja seguir daqui para frente?

Além do estilo de carreira, existem 2 aspectos fundamentais que muitas pessoas acreditam que são difíceis de conciliar, mas que é possível depois de passar por um processo de autoconhecimento, como o Coaching de Carreira por exemplo, que são:

  • Sucesso observável e mensurável, ou seja, posição hierárquica, remuneração, prestígio, nível de poder, aspectos visíveis por outros.
  • Sucesso subjetivo, não mensurável, ou seja, sucesso ligado à satisfação pessoal, valores, propósito e aspirações.

Algumas pessoas estão insatisfeitas pois não conseguem conciliar estes dois aspectos!

Uma está ganhando super bem, tem recursos, porém faz uma atividade que não traz satisfação, enquanto outras fazem exatamente o que querem, mas não conseguem se sustentar com isso.

Embora os dois aspectos tenham pesos diferentes para cada pessoa, ambos são importantes e devem ser perseguidos.

Por fim, já que passamos a maior parte do nosso tempo trabalhando, é fundamental alcançarmos a tão desejada felicidade, por isso, pergunto: e você, está feliz com a sua carreira?

Lívia Netto

Compartilhe este post com seus amigos:
Dê sua opinião:
0 0

Comente!

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese