Você é o protagonista da sua vida?

Mulheres em plantação de arroz
Imagem de Sasin Tipchai por Pixabay

 Muitas vezes a rotina nos impede de enxergar algumas coisas que são importantes.

Estamos tão acostumados com aquela realidade que acabamos vivendo de forma automática e, ao fazermos isso, deixamos o tempo passar junto com nossos planos e sonhos até que chega um momento que cai a ficha.

Isso pode acontecer após uma demissão, um problema na família, uma discussão em casa e assim olhamos para trás e nos questionamos se aquilo que fazíamos realmente era porque fazia sentido ou porque simplesmente estava confortável.

Por isso, convido você a pensar sobre alguns aspectos e prestar atenção em quem tem sido o protagonista da sua vida.

  • Faça uma reflexão sobre a sua carreira.
  • Lembre-se do seu primeiro emprego.
  • Como foi que você entrou nessa empresa?
  • De quem foi a iniciativa?
  • Foi sua ou de alguém que te falou sobre aquela empresa/vaga?
  • E nos outros empregos? Como foi a entrada na empresa?
  • E as promoções, aconteceram de que forma?

Você foi direcionando sua carreira ou foi aceitando as chances que outras pessoas ofereceram? Com este exercício, conseguimos perceber se tomamos as rédeas e tomamos decisões conscientes ou acabamos remando conforme a maré.

Outra reflexão é sobre a vida em geral.

Olhe para seu momento atual e faça uma lista com as prioridades da sua vida.

  • Elas correspondem a quem?
  • Você? Seus filhos? Seu trabalho? Seus pais? Seu marido/esposa?
  • Em qual lugar dessa lista está você?
  • Dentro das 24 horas do seu dia, o quanto tem de tempo apenas para você?

Todos nós temos família, amigos, ocupações e outras questões que nos preocupam, porém, é fundamental que estejamos bem conosco para podermos ajudar outras pessoas que são importantes para nós.

O que você notou após estas reflexões?

Se percebeu que não foi ou que não está sendo o protagonista da sua vida, como quer agir a partir de agora?

O que fará para se colocar em primeiro lugar e passar a tomar as decisões baseadas no que realmente quer?

Uma vez que iniciar uma cultura de autocuidado, experimentará leveza no dia a dia e passará a viver fora do modo automático.

Nossa vida é muito importante e preciosa para deixarmos os nossos sonhos e planos de lado!

Lívia Netto – Consultora de RH e Coach

 

Artigos relacionados:

Mulheres Inspiradoras: A protagonista.

Você é protagonista ou coadjuvante? Quem será o primeiro a entrar na pista?

Não se enganem. Uma gotinha no oceano faz, sim, muita diferença.

Share This Post
Dê sua opinião:
0 0

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>