Planejamento financeiro: um grande aliado

planilhas
Foto: Pixabay
Compartilhe!

Ter um bom planejamento é bom para tudo, mas o financeiro é mais que essencial para sobreviver nos tempos atuais.

Planejar suas finanças trará maior tranquilidade ao dia a dia e será um grande aliado sempre.

Sua riqueza não depende de quanto você ganha, mas de quanto gasta ou do que faz com aquilo que ganha.

Quando conhecemos bem nossa dinâmica financeira, fica mais fácil entender onde estão os gargalos. Assim, é possível readaptar o orçamento de forma a ter uma vida sem sobressaltos.

Ter objetivos longos é importante, mas é essencial planejar também o dia a dia, com metas mais curtas e viáveis.

Ter um orçamento mensal faz parte de um planejamento maior que define os investimentos e as metas a serem alcançadas num prazo maior.

Para que isso aconteça de maneira satisfatória é necessário manter um rigoroso controle do orçamento mensal.

As duas maiores causas de endividamentos são a perda de emprego e problemas de saúde na família.

Adquirir dívidas é o pior inimigo de um planejamento financeiro. Evite-as ao máximo.

Para isso é importante ter total controle do seu orçamento.

Só compre o necessário e não ultrapasse seu orçamento.

Não há forma correta para fazer seu controle orçamentário.

Cada um se organiza melhor de um jeito. Há quem prefira usar planilhas de excel, assim como quem faça anotações manuais.

Outra opção é utilizar a tecnologia, como por exemplo a planilha de orçamento doméstico do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor.

O ideal é que tenha conta corrente em um só banco e negocie a isenção de Taxas (Resolução 3.919/2010 – BC). Outra opção são as contas digitais.

Fique atento as vendas casadas. Você não é obrigado a adquirir serviços que não têm interesse.

Em relação ao cartão de crédito, procure opções que não lhe cobrem a anuidade.

Hoje, já é possível encontrar essa opção no mercado. Caso não queira mudar negocie para reduzir a mesma. Lembre-se de jamais usar o crédito rotativo pois os juros são abusivos.

Caso você tenha adquirido alguma dívida no cartão, procure renegociá-la o quanto antes.

Os juros cobrados no cartão de crédito e no cheque especial são muito maiores que pedir um empréstimo pessoal ou fazer um refinanciamento imobiliário ou do carro.

Para quem está com orçamento mais apertado o ideal é rever todo o orçamento, analisando linha a linha os gastos frente as receitas.

Geralmente é complicado obter uma diminuição dos custos fixos, mas é possível conseguir atenuar bastante os gastos variáveis.

Comportamentos simples do dia a dia que têm impacto direto na saúde financeira das pessoas ainda são um entrave para muitos.

Compartilhe suas experiências!

Engaging. Estamos juntos!

 

Artigos relacionados:

Vídeos relacionados:


Compartilhe!
Share This Post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>