O valor da paciência no mercado de trabalho.

Flor crescendo no meio de solo árido
Foto:Pixabay
Compartilhe!

Por que a paciência traz leveza pro trabalho (e pra vida)?

Vocês já pararam para pensar que há alguns anos era mais fácil exercer a paciência?

Estávamos acostumados a esperar semanas até receber uma carta, tínhamos dias certos para acessar a internet, pois era caro e nem sempre estava disponível.

Tínhamos que pesquisar em um livro para obter uma informação.

Com o avanço da tecnologia muita coisa mudou, hoje o acesso à informação é imediato, estamos a todo momento antenados com as mensagens que chegam e as redes sociais.

Hoje queremos tudo muito mais rápido e por termos essa nova cultura, as vezes esquecemos de exercer a paciência, algo que é muito importante para se conseguir aquilo que deseja.

Quem aqui já perdeu a paciência com alguém ou acabou falando o que não devia?

E quem já se cansou de uma situação e jogou tudo para o alto?

Quem de vocês já quis tanto uma coisa que não esperou o tempo certo e acabou se arrependendo?

Todas essas situações são exemplos de falta de paciência que geram consequências negativas e não fazem bem para nós.

Por outro lado, as pessoas que têm paciência conseguem enfrentar as situações de forma plena, pois há o entendimento de que ela conseguirá o que quer, mas na hora certa, sem atropelar o caminho natural das coisas.

Por exemplo, imagine uma pessoa que deseja um cargo mais alto na empresa.

Ela precisa passar por experiências, adquirir conhecimento técnico, desenvolver competências e se não tiver a paciência de adquirir tudo isso e não saber esperar a hora certa ela pode se sentir desmotivada e isso acabará afetando seu desempenho no trabalho.

Além do que, se ela iniciar em um cargo e não estiver preparada, não será fácil mantê-lo.

A paciência traz leveza tanto para a vida pessoal como a profissional porque, além de tudo que falei, as pessoas que a exercem vivem o momento, elas aproveitam o presente ao invés de ficarem ansiosas com o que pode acontecer.

Por isso eu gostaria de fazer uma pergunta para você: o quanto você tem aproveitado o momento presente? Você tem a tendência a ficar com o pensamento no que pode acontecer ou vive o hoje?

Tem gente que confunde “ser paciente” com “aceitar tudo” ou “se acomodar”. Quais os perigos de confundir essas duas posturas?

Muitas pessoas têm essa dúvida, não é?

Mas se pensarmos bem, uma coisa é bem diferente da outra.

Ter paciência é saber esperar a hora certa para as coisas acontecerem e isso não é a mesma coisa que aceitar tudo de forma passiva ou se acomodar.

Uma pessoa paciente lida melhorar com as situações do dia a dia, porque ela aproveita o momento.

E quando agimos assim temos mais calma para lidar com nossos objetivos e com as pessoas que estão a nossa volta.

A pessoa paciente está esperando, mas ela está tendo ações que ajudarão a chegar no seu objetivo.

Já a pessoa que aceita tudo e se conforma com a situação pensa: a situação está assim mesmo há tanto tempo, então para que eu vou mudar ou tentar fazer acontecer?

E com esse tipo de pensamento ela deixa tudo do jeito que está ficando na sua zona de conforto e como consequência não cresce.

Além disso, a pessoa que aceita tudo acha que nada vai mudar porque ela coloca a responsabilidade em terceiros.

Ela procura culpados, por exemplo: meu chefe tem preferência pelo meu colega de trabalho então eu não tenho chance de conseguir a promoção.

Esse tipo de pensamento faz com que a pessoa fique estagnada e permaneça no mesmo lugar.

Vocês percebem como essas duas posturas são diferentes?

Como ser mais paciente no trabalho, principalmente nos momentos de pressão?

A paciência pode ser desenvolvida com a prática constante desde que se pratique em diversas situações.

Não adianta termos paciência com nosso chefe e chegar em casa e perdermos a paciência com nosso filho, por exemplo.

Uma vez que exercemos a paciência no dia a dia, precisamos aplicá-la para todas as áreas da nossa vida.

Então aqui vão algumas dicas de como colocar em prática, principalmente em situações de pressão:

– Respire fundo e reflita: qual é o real motivo de eu estar prestes a perder a paciência? Esse primeiro passo é fundamental para encontramos a causa da irritação que está te fazendo você perder a paciência.

– Depois, se pergunte: quais são os prós e os contras de perder a paciência? Aqui vai ficar claro qual será a consequência negativa de perder a paciência então será mais fácil você evita-a.

– Agora escolha: eu quero controlar a situação ou quero ser controlada por ela?

– Uma vez que você escolhe controlar a situação, tente enxergar de outra perspectiva. Ao invés de colocar foco no que está tirando sua paciência, enxergue os outros lados da situação e encontre uma forma de tirar algum benefício.

Até parece fácil, mas sabemos que não é, por isso é fundamental ter disciplina e praticar esse exercício diariamente, afinal nós não mudamos do dia para a noite!

E importante, comece com desafios pequenos.

Pense em como você pode começar a treinar a paciência ou com quem.

Coloque desafios pequenos e depois vá aumentando. Assim você não desanima e consegue pequenas vitórias diárias.

 Lívia Netto


Compartilhe!
Share This Post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>