Num mercado ultracompetitivo, treinamento nunca é demais

corrida de bicicleta
Foto: Pixabay

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e precisamos nos preparar para uma competição longa e sem fim: a nossa superação diária.

Existem incontáveis motivos para alguém estar fora do mercado, mas existe uma verdade inegociável para quem deseja/precisa voltar a ter um emprego: é fundamental estar mais bem preparado/treinado que seus competidores diretos para a vaga.

Mais do que nunca, a busca por uma vaga é uma competição, como uma corrida – e como ciclista de competição que sou há 40 anos, além de executivo de mercado, disso eu entendo.

Uma coisa eu posso garantir a vocês: para se vencer uma corrida de bicicleta é necessário o melhor equipamento, a melhor equipe, e estar com os estados físico e mental em perfeitas condições.

E de onde tudo isso surge? Apenas pedalar 200 km por dia? Nada mais distante da realidade!

Grandes esportistas estudam o seu esporte.

Pedalam muito sim, mas pedalam do jeito certo, após pesquisas fisiológicas, nutricionais.

Também estudam o percurso das provas e seus rivais, definem estratégia e ações táticas, e um bom bocado de outras coisas!

Não existe, portanto, vencedores por acaso, muito menos campeão pela força bruta.

E para conquistar a vaga dos sonhos?

Lamento informar que você terá de ser um(a) campeão(ã) deste ‘esporte’.

Definitivamente, ir para a corrida à vaga você precisará conhecer muitas coisas. Alguns exemplos:

1. Conhecer a empresa (e.g. seus valores, missão, jeito de ser)
2. Conhecer o mercado da empresa (e.g. o que faz, como faz, com quem compete)
3. Conhecer todas as novidades da área pretendida¹
4. Dominar as habilidades requeridas para a função²
5. Entender claramente quais atitudes a empresa/função exigem

Trivial dominar estas 5 variáveis?

Nem um pouco. Dá muito trabalho antes de mais nada. Toma tempo. Nos força a ler, assistir vídeos, conversar com especialistas e tudo mais.

Bom, se no esporte repetimos ad nauseam a expressão No Pain No Gain, na vida corporativa não poderia ser diferente.

É assim para conquistar o tão sonhado emprego, mas também para nele se manter.

Que não fique dúvida neste quesito: tem que trabalhar duro e direito para o sucesso.

Pegando carona numa outra fala famosa do esporte – atribuída ao gigante do golfe Arnold Palmer: “Quanto mais eu treino, mais sorte eu tenho”.

Quem estuda mais, tende a ter mais sucesso na sua busca por um emprego. Afinal, terá mais conhecimento e informação que irão melhorar seu desempenho no processo.

E certamente lhe dará maior autoconfiança, segurança.

Aí em cima eu deixei claro que um campeão esportista precisa estar com o seu estado emocional impecável.

Se ao largar numa corrida o ciclista temer pelo seu desempenho, ele começa a perde-la naquele exato momento.

Se ao chegar numa entrevista (ou tiver que fazer um teste) você tiver dúvida da sua capacidade de ir bem, a tensão emocional tomará conta da sua competência e você começará a perder a vaga ali mesmo.

Não tenha dúvida, você poderá ser derrotado por alguém pior e mais seguro. Então o que queremos?

Que você esteja absolutamente confiante, porque preparou-se à exaustão para a competição do bom emprego.

Queremos você com mais conhecimento e mais tranquilo/confiança que os demais participantes!

Por fim, como empresário da educação e professor de pós-graduação, não quero correr o risco de ser mal interpretado ou deixar mensagens subliminares: estudar por conta própria (de forma disciplinada e profissional) ou em uma escola de negócios, é importante.

É como nós ciclistas, que corrermos por uma equipe que nos transfere o necessário conhecimento e apoio, que tanto precisamos.

Mas matricular-se num curso sem pensar muito bem no seu conteúdo, na sua adequação às suas necessidades, é como sair pedalando tresloucadamente, sem plano, na base da brutalidade.

A escolha do que estudar e onde estudar é tão importante quanto a decisão de estudar em sim.

Pois bem, tigres e tigresas do mercado de trabalho, a regra é clara: trabalho duro, organizado e profissional, é o caminho mais simples rumo ao sucesso!

¹ Não é porque você tem vivência na área que sabe tudo.

A inovação vem atropelando gente experiente e competente, portanto não economize em pesquisa sobre o que há de novo no seu campo de trabalho.

² Da mesma forma, a inovação e mudanças na dinâmica empresarial vêm requerendo habilidades diferentes. E habilidade é diferente de conhecimento, certo? Mas isso é assunto para outro artigo.

Fernando Blanco

Artigos relacionados:

Compartilhe este post com seus amigos:
Dê sua opinião:
6 0
2 Comments
  1. Parabéns pelo conteúdo , Fernando. Tema muito importante para que todos os profissionais estejam atentos.

    Reply
    • Muito obrigado pelo seu feedback!

      Reply

Comente!

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese