Mudança de carreira: a gaiola que precisa ser aberta!

relógio com texto de mudança
Foto: Pixabay

A mudança faz parte da evolução, mas é preciso coragem para enfrentar os desafios e libertar os medos aprisionados em nossas gaiolas secretas.

Bom, quando a Claudia me fez o convite para colaborar nesse projeto, fiquei muito feliz, lisonjeada e ansiosa.

Ansiosa pois não sabia direito por onde começar, então um dia desses, acordei cedinho com uma ideia e comecei a escrever o que daria o Norte para esse texto.

E a minha ideia foi “vou começar do meu começo, da minha vivência com a transição profissional”, até porque, modéstia à parte, o meu caso é aquele exemplo de como não fazer, e como diz o meu marido: “você tem que escrever, como não fazer”.

Então em 2006 tive a felicidade mais sublime da minha vida, pela 2ª vez, já era mãe do Roberto, que está agora tem 18 anos e nasceu a Sofia, agora com 12 anos.

Nesse ano eu estava executiva de RH de uma grande empresa da qual eu já atuava por 17 anos, com uma carreira da qual me orgulhava muito.

Então um belo dia, durante o segundo mês da licença maternidade, recebi uma ligação.

É isso mesmo!!!

Uma ligação que culminava com a informação de que depois da licença maternidade eu seria desligada. Pois é, nesse momento quase nada sensível, de mudanças profundas na vida pessoal e familiar.

Bom, assim meu vínculo com a empresa encerrou em julho de 2006.

Muitas mudanças, muitas emoções envolvidas, e fui eu, enfrentar o que viria pela frente.

Tive o presente da empresa, sim, mais um de tantos outros que recebi, de no meu pacote de desligamento contar com o apoio de uma consultoria de transição de carreira, a DBM à época, hoje LHH, por acaso onde trabalho hoje, e logo vocês vão entender como vim parar aqui.

Durante a minha jornada de transição muitos medos, incertezas e de outro lado, um mundo novo se abrindo. Brinco que a gaiola foi aberta.

Tinha vontade de trabalhar com mais equilíbrio, entre a vida pessoal e profissional, mas todas as vezes que pensava nisso, eu me auto boicotava dizendo que isso não seria possível.

Até que um dia, ficou muito claro para mim, qual era o meu foco de vida naquele momento: era de fato o equilíbrio entre as duas vidas: profissional e pessoal, porque eu queria muito estar mais presente na criação de meus dois amores.

E colocando isso em primeiro plano, como eu digo, o caminho se abriu.

Resolvi ter um negócio próprio, uma loja de bijuterias e acessórios, que foi um projeto libertador para mim, onde percebi que poderia sim fazer muitas novas coisas nessa minha vida profissional.

Por quê a loja?

Bom, eu desenhei o Business Plan desse negócio, de uma forma que eu teria flexibilidade e colocaria uma pessoa de confiança para ficar no dia a dia, além do que escolhi um ponto que ficava ao lado da loja do meu marido.

E assim foi feito. Guarde essa palavra, flexibilidade!!!

Em paralelo a isso, começou uma “paquera” com a DBM na época, onde ao passar pelo programa fui me apaixonando pelo trabalho e percebi que teria um espaço para trabalhar meio período e assim conciliar a minha outra atividade e minha vida pessoal.

Passados alguns meses, a paquera ficou séria e de lá para cá são 11 anos de atuação como Consultora de Carreira.

Uma profissão que descobri (sabia que existia, mas nem sabia direito o que fazia), num modelo de trabalho flexível (lembra da palavra) e fazendo algo que eu de fato amava e amo até hoje: contribuir com o desenvolvimento das pessoas, ajudando-as a construir um novo momento para sua carreira.

Esse é o meu propósito de vida.

Ah! E a loja?

Bom, passados 2 anos de intenso aprendizado e o encontro com uma crise econômica, que de um lado, bateu direto na porta dessa iniciativa, afinal não era item de consumo necessário (mais um aprendizado) acabei fechando-a.

Mas do outro lado, na Consultoria, estava cada vez mais aprendendo e me especializando nessa carreira onde estou hoje.

 

Sonia Custódio – Consultora de Carreira Sênior

Compartilhe este post com seus amigos:
Dê sua opinião:
4 0

Comente!

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese