Inteligência emocional na busca por um novo emprego.

carinhas de humos em bolas amarelas
Foto: Pixabay

Inteligência emocional é fundamental na vida e sobretudo na busca por um novo emprego.

Quais as principais atitudes de quem tem inteligência emocional? Como aprender a ter essa competência?

A Inteligência Emocional mede a capacidade de uma pessoa lidar com as emoções, tanto as suas próprias como dos outros.

Ela nos ajuda a ter sucesso quando lidamos com as exigências e adversidades do dia a dia.

Problemas vão acontecer, por isso é importante termos o controle da situação e não deixar que as emoções atrapalhem nosso dia.

As cinco habilidades da Inteligência Emocional são:

1. Conhecer as próprias emoções: autoconsciência, auto avaliação correta, conhecer os próprios potenciais e reconhecer o quanto sua emoção afeta sua performance.
2. Ter autocontrole: gerenciar as próprias emoções, responsabilizar-se pelos próprios erros e ter pontos de vista mais flexíveis.
3. Saber se motivar: se motivar e motivar o outro, persistir apesar dos obstáculos e capacidade de desafiar-se.
4. Ter empatia, ou seja, reconhecer as emoções dos outros: mostrar sensibilidade à perspectiva alheia, ver diferenças/diversidades como oportunidade e reconhecer as qualidades dos outros.
5. Lidar com as emoções dos outros: capacidade de persuasão, liderar quando for preciso e adaptar-se ao público.

Essas habilidades podem ser treinadas com a prática.

Para isso precisamos transforma-la em comportamentos observáveis, o que é justamente trabalhado em sessões de Coaching.

Mas um exercício que gostaria de passar a vocês é: quando estiver frente a alguma situação de adversidade, pare um pouco e identifique qual emoção que aparece.

Reflita porque você está tendo essa reação/essa emoção e escolha a forma de agir: você deixará as emoções te controlarem ou prefere controlar as emoções?

Com o devido esforço e prática de comportamentos podemos aprimorar e desenvolver as habilidades da inteligência emocional.

Por que a inteligência emocional é importante para se recolocar no mercado de trabalho?

Além das competências técnicas e experiência na área, as empresas buscam pessoas que possuem as habilidades da inteligência emocional.

Estudos realizados com 15 empresas globais e milhares de executivos mostram que aproximadamente 80% da efetividade de profissionais que estão em posição de liderança vem das competências da inteligência emocional.

Portanto essas habilidades são avaliadas quando o profissional participa de um processo de recrutamento e seleção.

Todos sabemos que se recolocar no mercado de trabalho não é tão simples, portanto é provável que o candidato receba alguns nãos.

Isso muitas vezes pode gerar frustração, desânimo e até falta de paciência para participar de outros processos seletivos, portanto para isso não acontecer é necessário gerenciarmos nossas emoções e termos autocontrole para conseguir manter o foco.

Outro aspecto é que quando uma pessoa conhece as próprias emoções e sabe como lidar com elas, é possível se expressar de forma mais assertiva, enfrentando os processos seletivos de maneira mais consciente.

Por fim, quando desenvolvemos o autoconhecimento é possível entender o que nos impulsiona e nos motiva, de modo que seja mais fácil direcionar nossos esforços em busca de um trabalho em que você possa fazer a diferença.

Lívia Netto

Share This Post
Dê sua opinião:
2 0

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>