Como desenvolver uma competência nova?

Árvore na palma da mão
Foto: Pixaby

Tenho notado que as pessoas têm dúvidas quanto ao processo de Coaching e que há uma confusão no entendimento do que significa essa profissão.

Muitos clientes se referem às sessões individuais como “aulas”, porém o processo é bem diferente disso.

A aula é uma exposição sobre determinado assunto, geralmente ministrada por um professor que passa seu conhecimento aos alunos e há uma interação para discutirem sobre o assunto, enquanto a sessão é como uma reunião aonde não há professor, mas sim um facilitador, neste caso o Coach, o qual ajuda o Coachee a se conhecer melhor, estabelecer objetivos, traçar um caminho, mapear obstáculos e dar apoio durante todo o processo através de perguntas que farão com que o cliente encontre as próprias respostas.

Vamos imaginar que seu objetivo principal é falar em público.

A aula ou o treinamento te dará ferramentas e técnicas para você aplicar no dia a dia que te ajudarão a melhorar essa habilidade.

Já o processo de Coaching ajudará a pessoa a desenvolver os comportamentos necessários para falar bem em público.

Cada ser humano é único e pode ser, que após um treinamento, a pessoa já consiga colocar em prática e tenha bons resultados, porém nem todos são iguais, pode ser que alguém tenha dificuldade ou tenha alguma crença ou ponto fraco que a impeça de falar bem em público.

Aí que entra o processo de Coaching.

Para desenvolvermos um comportamento novo é necessário descobrir quais crenças estão nos limitando para agir como gostaríamos, quais temas me impedem de desenvolver essa competência, identificar quais são meus pontos fracos e fortes e como isso me ajudará a desenvolver a competência.

Ou seja, o Coaching é um processo que nos ajuda a refletir sobre nós mesmos e nos faz enxergar o que precisa ser feito a partir de agora para chegar no objetivo principal.

Passar por um processo de Coaching não é para todos. Só deve fazer quem realmente está buscando uma mudança significativa em seu desempenho, seja pessoal ou profissional.

Mudar não é fácil, então o processo não é confortável para todos, ele te faz sair da zona de conforto e ir atrás do que você realmente deseja.

Engana-se quem acha que o Coach está lá para dar respostas prontas e dizer o que o Coachee tem que fazer para ter sucesso.

O papel do Coach é fazer o Coachee enxergar seu mundo e criar um caminho para o seu crescimento através de perguntas e espelhamento.

O Coachee, intimamente, já sabe o que ele quer, o Coach apenas o ajuda a enxergar e direcionar esforços na direção certa.

As mudanças, geralmente, não são fáceis e demandam tempo e prática.

Ao longo do processo, uma vez definida a competência que será desenvolvida e criado o plano de ação, o Coachee passa a praticá-la em diversos cenários de seu dia-a-dia, pois somente assim é que é possível desenvolver o novo comportamento.

Ao longo desse processo de crescimento, o Coach irá apoiar o Coachee e ajudá-lo a passar pelos obstáculos que surgirem até que chegue o momento em que o Coachee internalize o aprendizado e fique confortável em todas as situações que tiver que enfrentar.

 

Livia Netto

Parceira da Engaging, Consultora de RH e Coach

Compartilhe este post com seus amigos:
Dê sua opinião:
0 0

Comente!

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese