Como lidar com a frustração no trabalho?

Homem com as mãos na cabeça de frente ao computador
Foto: Pixabay
Compartilhe!

A frustração é um sentimento ruim, mas que faz parte da vida e do processo de amadurecimento.

 Como lidar com a frustração que surge quando erramos no trabalho?

Ninguém gosta de errar, não é mesmo?

Duvido que alguém acorde de manhã com algum plano de cometer um erro ao longo do dia.

Geralmente fazemos planos para acertar.

Nós agimos sempre pensando em acertar, porém nem sempre isso é possível, porque não temos o controle de tudo a todo momento.

Nós queremos ter esse controle e fazemos de tudo para acharmos que temos, mas se for parar para pensar, são poucas as vezes em que podemos controlar algo, principalmente no ambiente corporativo, onde tem pessoas, processos, recursos e diversas outras coisas envolvidas.

Como somos seres humanos e estamos sujeitos a errar a qualquer momento,  temos que aprender a lidar com a frustração que surge quando erramos para não deixarmos que esse sentimento atrapalhe a nossa performance no trabalho.

É importante parar, respirar e se acalmar para conseguir pensar em uma forma de corrigir o erro.

Imaginem fazer isso sentindo uma frustração enorme?

Ficaria muito mais difícil de pensar fora da caixa e encontrar uma solução, não concorda? Por isso se frustrar não adianta.

Deve-se eliminar esse sentimento assim que você notar que ele irá aparecer.

Se ele ameaçar aparecer, não se cobre tanto.

Como disse antes, ninguém acorda querendo errar, lembre-se das coisas boas que você fez até agora e pense que não é por causa desse evento que você deixou de ser o profissional competente que costuma ser.

Pensando assim, nos sentimos mais leves e conseguimos pensar melhor em uma saída para o problema.

Ninguém é perfeito, portanto não exija isso de você.

A auto cobrança em excesso faz mal e não resolve os problemas.

O que resolve os erros que cometemos é entender porque erramos, assumirmos e fazermos um plano para acertar da próxima vez.

Sei que não é fácil deixar a auto cobrança de lado, mas uma vez que decidimos controlar a situação ao invés de deixar que a situação e a emoção nos controle, conseguimos lidar melhor com ela.

O que fazer para aumentar a autoconfiança nesses momentos em que cometemos algum erro no trabalho?

Realmente nesses momentos em que erramos, algumas pessoas tem a tendência a perder um pouco a autoconfiança.

Ninguém gosta de errar não é mesmo? Mas somos seres humanos e, portanto, temos que ter em mente que errar faz parte, desde que a gente erre e aprenda com o erro para não repeti-lo mais.

Estar certo a todo momento é impossível tanto para profissionais com muita experiência como para quem tem pouca.

Não temos como saber tudo a todo momento, certo? Então as vezes vamos fazer escolhas erradas e vamos ter que concertá-las, porém se ficamos frustrados ficamos paralisados, dificultando a resolução do problema.

Portanto é importante manter a autoconfiança nesses momentos.

Para começar, não se culpe tanto.

Lembre-se de que para tudo se dá um jeito, então se você errou, reconheça, e foque em achar uma solução.

Divida com algum colega de confiança, ouvir os outros nesse momento pode ajudar.

Outro jeito de manter a autoconfiança é sempre continuar aprendendo.

Leia, estude, faça perguntas e busque conhecer os processos e a cultura da empresa. Quando estamos informados nos sentimos mais confiantes para tomar decisões e agirmos nas situações do dia a dia.

Hoje em dia o mercado está muito competitivo e cada vez exige mais do profissional, portanto aprenda o seu valor, lembre-se de tudo que já estudou, de toda experiência que já adquiriu e tenha consciência de que você é um bom profissional e não é por causa desses poucos eventos de erro que tudo isso deve ser esquecido.

Aprenda a se valorizar!

Lívia Netto

 

Artigos relacionados:


Compartilhe!
Share This Post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>