As lições da crise para a vida profissional

moedas sobre notas de 2 reais
Foto: Pixabay

 A crise torna o planejamento ainda mais essencial tanto para as empresas como as pessoas.

Sabemos que o planejamento no trabalho é indispensável. Mas na crise é ainda mais importante. Por quê?

Com certeza o planejamento é necessário na vida profissional e quando há uma crise ele é ainda mais importante porque os funcionários e os diretores da empresa precisam criar estratégias de como contornar a crise e colocar seus esforços nas ações que trarão os melhores resultados.

Mas no que consiste esse planejamento?

Ele deve ser observado de duas formas: deve-se considerar os aspectos internos e externos à empresa.

Os internos são a otimização de processos, medidas de redução de custo e pensar em como superar o momento difícil da crise sem ter muitos efeitos colaterais.

Quando eu falo externo à empresa, me refiro a prestar atenção às oportunidades de mercado que antes não estavam sendo observadas, analisar a concorrência e criar estratégias de promoções.

Apesar da crise não ser um momento fácil em que, às vezes, demissões e corte de orçamento acontecem, é preciso também aproveitar o momento para rever todos os processos e gastos desnecessários e fazer um novo planejamento estratégico.

E este novo planejamento é fundamental para tomada de decisões conscientes, uma vez que a empresa passa a enxergar as situações de uma perspectiva diferente do habitual.

Algo que não pode ser esquecido também é que o planejamento não pode ser feito somente para apagar incêndios e resolver problemas urgentes.

É preciso pensar no longo prazo, para que as decisões que sejam tomadas não influenciem negativamente a empresa e os funcionários.

Para isso é necessário analisar as vantagens e desvantagens do novo planejamento, bem como os riscos e impactos que terão.

Que lições a crise traz para a vida profissional?

Ninguém gosta de vivenciar momentos de crise, onde o ambiente empresarial fica instável, seja em termos de pessoal quanto de orçamento para as áreas.

Mas apesar desses fatores, temos sempre que tirar o melhor da situação para aprender com ela e passarmos por esse momento da forma mais tranquila possível.

Entrar em desespero não adianta.

Uma lição que a crise traz é a importância de ter uma reserva financeira, pois muitos profissionais se deparam com a demissão ou com algum corte remuneração, um bônus ou participação nos lucros, por exemplo, por isso, aquele profissional que já tem o hábito de guardar parte de sua renda, passa por essa fase com mais tranquilidade do que aquele que gasta tudo o que recebe.

Esse é um ótimo momento também para olhar para tudo aquilo que estamos gastando e nos perguntar se aquela despesa é realmente necessária, então revisar o orçamento e os gastos é fundamental e quando passar essa crise, você conseguirá poupar mais dinheiro do que antes, além de criar uma nova cultura de gastar somente com o necessário.

Ter resiliência também é um ponto chave em todos os momentos da vida, principalmente nos momentos de crise onde a tendência é ter um ambiente conturbado e cheio de incertezas.

Ter persistência e se levantar após alguma adversidade que aparece no caminho é fundamental para seguir em frente e não deixar que sua performance caia, porque os bons líderes são os que mais tem destaque em momentos de crise.

Os profissionais que não têm desempenhado um bom papel ficam mais evidentes nestes momentos e fica mais fácil as empresas identificarem quem são os funcionários que não estão mais agregando ao negócio e quem são os verdadeiros talentos da organização.

Temos que ter em mente que toda crise, por mais longa que seja, é passageira e precisamos encontrar maneiras de passar por ela sem deixar que nosso emocional nos abale e nos impeça de seguir em frente.

Enfrentar a situação com calma e com planejamento nos ajuda a passar por esse momento e nos dá clareza para tomarmos as melhores decisões para o momento.

Lívia Netto

Artigos relacionados:

Share This Post
Dê sua opinião:
0 0
2 Comments
  1. o desalento com o desemprego está localizado nos 2 vértices da populacao; os mtos jovens ou os idosos. as soluções para resolver essa questão tem q vir de um governo organizado e preparado para oferecer opções mesmo q temporarias

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>