Ação

Compartilhe!

“A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência.” CONFÚCIO

Assim como a natureza, temos momentos bons e ciclos mais desafiadores.

Quando passamos por algum problema que acarreta em mudanças bruscas, perdemos nossa energia como as árvores perdem suas folhas.

Com tempo e dedicação, acertamos as questões que nos desestabilizaram e readquirimos nossa confiança.

Quando nos adaptamos à nova situação vemos uma renovação, com sementes que começam a germinar.

Por fim, chegamos no momento em que nosso vigor está restabelecido e que podemos dar o direcionamento a nossa vida, colhendo os frutos de nossas ações.

Mas nada se faz sem esforço. É preciso descansar a terra, plantar, cultivar, para então colher!

Um ciclo perfeito como a vida!

Engaging. Estamos Juntos!

Vídeo em destaque


Compartilhe!
mão segurando uma lâmpada

Consultoria

Algumas pessoas pensam na Consultoria como uma alternativa temporária para o período de transição, m...

homem de costas vendo um mural

Empreender é para você?

No caso de optar por empreender, você pode tanto optar por uma franquia ou por algo próprio. 70% dos...

jogo de labirinto

Mudando de carreira

Ao longo da vida vivemos experiências que podem mudar totalmente a rota inicial traçada. Mudar de ca...

Ambiente com várias portas cinzas e uma vermelha

Tome sua decisão

Para tomar uma decisão acertada é preciso compreender o porquê e o propósito por detrás de sua escol...

mãos agarradas em cerca de arame farpado

Está empregado, mas desanimado ou inseguro?

Estar empregado nem sempre é a sétima maravilha do mundo e os motivos para estar desanimado ou inseg...

laranja de cor diferente se destacando no meio das demais

Destaque-se na multidão

A crise econômica fez acirrar a necessidade dos profissionais se destacarem dos outros na corrida po...

mãos moldando barro

Amplie suas habilidades

Habilidades são nossos grandes ativos e sempre serão! Quanto mais, melhor! Não esqueça: seja general...

Livro aberto