A organização como fator de saúde e bem-estar físico e emocional

pedras em equilíbrio
Foto:Pixabay
Compartilhe!

Nossa saúde e bem-estar físico e emocional podem melhorar muito com a organização implementadas pela atuação de um personal organizer.

Pesquisas comprovam que um ambiente desorganizado, muito mais que incômodo, pode provocar desde transtornos como estresse, depressão e ansiedade, até doenças físicas como obesidade, diabetes e alergias respiratórias, além de atrapalhar a vida afetiva e profissional.

Nesse cenário, a figura do personal organizer vem despontando como um trabalho promissor — e necessário — para melhorar a qualidade de vida das pessoas, da infância à terceira idade.

Praticidade, segurança e tempo são alguns dos benefícios promovidos por esse profissional, que possui habilidades específicas em levar soluções de organização para a casa, escritório e para a vida em geral.

Segundo a personal organizer Flavia Taulois, proprietária do Ateliê da Casa, a organização de ambientes está diretamente ligada a um conforto emocional e, consequentemente, à saúde.

“Nossa casa é nosso refúgio, que reflete a nossa vida e como estamos nos sentindo naquele momento.

Se ela transmite uma energia positiva, é natural que também nos sintamos bem.

Já, se nosso emocional estiver desequilibrado, muito provavelmente nossa casa também estará uma bagunça”, afirma, ao enfatizar que uma pessoa organizada e tranquila costumam fazer escolhas alimentares mais saudáveis, auxiliando, inclusive, no emagrecimento.

A desorganização também afeta crianças, causando estresse.

Rotinas ajudam a criar estabilidade e segurança nessa fase.

O mesmo vale para o local de trabalho.

Segundo as publicações Office Systems, Forbes e Business and Society, uma pessoa que tem o costume de trabalhar em espaços desorganizados perde, em média, uma hora e meia por dia procurando documentos e objetos, ou ainda sendo distraído por eles.

Flavia Taulois explica que, mesmo inconsciente, a bagunça do escritório se transforma numa confusão mental, comprometendo a produtividade, com a perda de tempo e o desvio do foco.

Desse modo, é evidente que a atuação do personal organizer vai muito além da organização física.

Esse especialista auxilia na aplicação de práticas para o dia-a-dia do cliente, visando a estabelecer uma organização emocional e, ao mesmo tempo, possibilitando-o de viver num ambiente aconchegante e harmonioso.

Assim, por exemplo, em uma consultoria de ambiente ou em um processo de organização, é transmitida a noção correta da utilização dos espaços, adequando-os a seu favor, unindo sempre funcionalidade e conforto.

“Esses fatores trabalham em conjunto proporcionando o bem-estar”, explica, orientando que a dica básica para o início de qualquer organização é desapegar, descartar e limpar. “Não espere acumular.

Organize e discipline para fazer disso um hábito”, ensina a especialista.

Se a organização influencia na performance de quem ainda está na ativa, o que dizer, então, do público da terceira idade que, muitas vezes, enfrentam dificuldades de locomoção e/ou perda de memória?

O trabalho do personal organizer consiste num estudo ergonômico residencial, buscando a livre circulação no ambiente, com a adequação da disposição dos móveis, iluminação e pisos, evitando possíveis quedas, bem como a organização de cada cômodo da casa, deixando acessíveis os itens mais usados.

O cuidado com objetos pontiagudos ou cortantes, tapetes, quinas de mesas, fios expostos, entre outros, também são levados em conta.

O serviço inclui, ainda, assessoria relacionada à rotina do idoso, tais como: organização e verificação dos medicamentos, calendário de compras, supermercado, agendamento de consultas e exames, pagamentos, documentos, viagens e capacitação dos colaboradores na rotina doméstica, entre outras burocracias.

“Mesmo que o idoso seja lúcido e ativo, é uma fase em que ele costuma ter mais dificuldade e, com isso, passa a ser muito desgastante lidar com tais tarefas.

A família, muitas vezes, não tem disponibilidade para dar esse suporte e aí é que entra nossa consultoria, sempre envolvendo-o nas melhorias propostas, visando à independência, bem-estar e à saúde do idoso”, conclui a personal organizer Flavia Taulois, do Ateliê da Casa.

Sobre Flavia Taulois

Um dom que passou de mãe para filha e virou vocação. Assim, Flavia Taulois define o início de sua trajetória como personal organizer. Em meados de 2000, ao lado de sua mãe, começou a organizar as casas de alguns conhecidos, por pura vocação.

Com o rápido aumento da demanda, percebeu que nascia ali a oportunidade de unir trabalho com prazer e começou a fazer diversos cursos de especialização* na área.

Paralelamente, formou-se em Hotelaria, área em que chegou a atuar por algum tempo.

Mas, insatisfeita, resolveu se entregar totalmente à sua verdadeira paixão, inaugurando, no ano passado, o Ateliê da Casa Organizers www.ateliedacasaorganizers.net, uma empresa com a proposta de levar organização para a casa, o escritório e a vida das pessoas, visando sempre à praticidade, economia de tempo e qualidade de vida.


Compartilhe!
Share This Post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>