Ao criar meu próprio negócio, aprendi muitas coisas fundamentais que devem ser feitas para ter sucesso sustentável, ou seja, para manter o sucesso ao longo do tempo e não apenas por um período.

O primeiro passo para quem já tem a ideia do que é o negócio é colocar tudo no papel.

Detalhar o que seria esse negócio, qual é a missão, visão e valores, quais são os produtos ou serviços que serão oferecidos e qual público quer atingir.

Depois de definir tudo isso, é necessário traçar as metas da empresa, elaborar um bom planejamento, executar e acompanhar o andamento com frequência.

Um dos erros cometidos pelas pessoas é pular para a fase da execução sem ter passado por todo processo de planejamento estratégico.

A curto prazo, isso pode até gerar um resultado positivo, mas a longo prazo e conforme a empresa for crescendo, é fundamental parar para criar o planejamento, portanto, se você já começou seu negócio sem escrever tudo que falei acima, pare um pouco e dedique tempo para isso.

Você pode até achar que é perda de tempo, mas ao longo do processo verá que não é, pois sua lucratividade será muito maior, uma vez que estiver com o plano organizado e com uma direção estabelecida.

Se você está começando agora, já comece certo!

Escreva o que é o negócio, qual solução que ele oferece, ou seja, qual dor ele cura no cliente? Encontre a visão estratégica.

Por exemplo, a visão restrita da Kopenhagen é chocolate, a visão estratégica é um presente.

A visão restrita do McDonald’s é o lanche, a visão estratégica é a agilidade.

Pense um pouco. Qual é o real benefício que o seu ciente irá ganhar ao obter o seu produto?

Feito isso você consegue escrever a sua missão, o COMO você vai fazer para alcançar o objetivo.

Escreva uma missão inspiradora, pois é ela que o guiará ao longo dos seus dias. Muito importante escrever os principais valores do seu negócio. Para isso, responda: o que te energiza? O que você gosta de experimentar?

Terminada essa etapa, é necessário analisar o ambiente em que você está inserido.

Primeiro o macroambiente: tecnologia, política, economia e sociedade, depois o ambiente setorial: em qual mercado você irá operar?

Quem são os seus clientes? Quem são os seus concorrentes? Quem são os seus fornecedores?

Quem ganha dinheiro? Aonde tem aprendizado?

Enfim, é necessário fazer uma série de questionamentos para poder saber como gerar vantagem competitiva dentro desse mercado tão competitivo.

O empreendedor precisa achar uma forma de fazer algo diferente do que está sendo feito para que você seja o escolhido quando o cliente for buscar o seu produto ou serviço.

Depois da análise, escreva a sua visão. Aonde você quer chegar?

Feito isso você consegue traçar um planejamento com métricas e estabelecer um modelo de acompanhamento para garantir que as ações estão sendo feitas e estão gerando vantagem competitiva.

Empreender não é fácil, mas dando um passo de cada vez e fazendo um bom planejamento, suas chances de sucesso aumentarão muito!

Lívia Netto